quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Quebra cabeça

Será que vida nos foi realmente imposta?
As vezes parece.
As vezes não parece.
Será tudo responsabilidade minha?
Não pode ser. É demais...


Eu crio, recrio.
Depois destruo e reconstruo.
Percebo então que as peças são as mesmas
Como códigos genéticos...
Que se encaixam aleatoriamente gerando seres únicos.
Mas as peças são as mesmas.


Já não sei.
Me encontro e me perco nesta neurose que me consome,
Me paralisa.
Talvez seja melhor calçar os chinelos e ir caminhar...



Que seu dia seja leve.

Bjos, :*)  :*)  :*)







7 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia e quase aceito o convite pra calçar o chinelo e andar pela praia... LINDO! ( resolveste o que querias ontem, me avisa).beijos,chica

Mariacininha disse...

Ontem, e fui caminhar na praia (Santos) estava um dia lindo e muito calor poucas pessoas na praia, eu garças e gaivotas O quebra cabeça continua sem solução.

Eva disse...

E como é bom caminhar, eu adoooro, como vc escreve bem< Norma, eu tinha um poema que se chamava Quebra Cabeça também, quando eu comecei o blog era só de poesia mas depois as imagens tomaram o lugar e eu eliminei o de poesias, eheh, já fui te contando tudo, beijo flor, parabéns pelo post, a poesia e imagem casaram super bem, ficou lindo.

Ilaine disse...

Amiga querida!
Viu! É só você passar lá em casa e eu me inspiro. Obrigada por tanto carinho.

E aqui... Ah, poetisa!!! Que coisa mais linda estes versos. A vida - muitas vezes um verdadeiro quebra cabeça.

Abraço forte!

Margarida disse...

Sim, é melhor ir caminhar! É o que tenho feito. Só espero chegar a algum lugar... Beijo.

Cris e Nai disse...

Uma sábia decisão, de preferencia sem rumo, porque daí talvez encontre uma solução. Lindos versos, porque vem da alma.Bjs!!! Cris!

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

oi Amiga

Uma caminhada numa praia assim, observando a beleza e da natureza alivia qualquer coisa!!!
e quem sabe a gente e começa a ver por outros ângulos...

bjão amiga