quinta-feira, 26 de maio de 2011

Perfil

"Um sorriso. Sou movido pelo bom humor e tenho um certo orgulho narcisista disso. Minhas novas amizades se criam com a minha alegria. E as velhas sentem falta quando ela acorda desgastada.
O bom humor alheio também me sustenta. Ver um monte de dentes de quem eu gosto só me deixa mais feliz, por isso tento entreter meus amigos 24h por dia.
Devolver sorrisos.
Viver sem sorrir é só fazer figuração pro show da vida de um outro ser feliz.
"Curta a vida porque a vida é curta", "carpe diem", ou qualquer outra frase feita não diz tudo o que eu sinto pela vontade de ser feliz.
Minha felicidade é alcançada de maneira diferente a cada dia. Uns dias mais, outros menos.
Me realizo não pelos meus feitos ou pelos lugares onde eu vou. Me realizo nas minhas companhias. Elas sim são as principais responsáveis pelo meu sorriso ( mesmo que não saibam disso). Com elas, qualquer lugar é meu pequeno paraíso momentâneo: um sofá, uma festa, um bar, um gramado, um cobertor, um colchão jogado no meio da sala ou até uma fila de banco. Tudo isso vira um abrigo se aliado a um abraço sincero, uma boa conversa e meia dúzia de gargalhadas infantis.
Fico triste sim. Mas ODEIO (sim... porque tem gente que gosta) e toma-lhe conversas para acabar com a falta de alegria!
Vivo pra sorrir e busco motivo em qualquer átomo para tal.
Imagina se todos passassem a ver as coisas assim?! Acho que só quando perceberem que a diferença do otimista para o pessimista é que o pessimista já começa perdendo."

Gabriel aos 15 anos, época em que escreveu este texto.

Um dia cheio de sorrisos pra você!!!
Bjos, :*)  :*)  :*)



24 comentários:

Mariacininha disse...

Que lindo! O texto combina muito com o Gabriel com este sorriso luminoso.

Beijos

✿ chica disse...

Que lindo texto e le na foto bem srridente e alegre.

Parabéns pelo filhão que tem uma cabeça tão boa e já aos 15 anos escrevia assim...
Lindo de ver!

E como ele tem razão: há os que parecem se realizar cm desgraças e coisas ruins...Alimentam suas vidas com elas.

Que pena deles, né?

beijos pra ti e pro Gabriel.chica

Angela Bergamaschi disse...

esse menino tem talento heimm, beijos

Ana Maria disse...

oi Amiga!

Que filhote maravilhoso hein!!!!
Nunca vi meu filho escrever assim, agora fico me perguntando será que não deixei passar algo???rs
o que passa nessas cabecinhas lindas???
Seu filho só pode ter puxado por ti, escrevendo assim tão bem!

bjus

jeito simples disse...

Que nada Ana, fui eu quem puxou ele!!! Rsrsrsrsrsrs.....
Bjo

Anônimo disse...

Norma,como vai?
Entrei no seu blog e gostei muito do que li , coloquei em favorito ja que fica mais facil,estou na fase de esquecer tudo,so Jesus na causa kkkkk.
Uma beijoca para voce,
Bete.

Margarida disse...

'Pera aí... Ainda estou a processar... Gabriel, teu filho, certo? 15 anos? Meu Deus... Que texto mais bonito, promessa de um interior riquíssimo e um cérebro capaz de pensar e realizar. Que orgulho, hein? Babada, é o que tu és. E com toda a razão. Espero que ele tenha continuado a escrever para assim poder enriquecer o mundo!

jeito simples disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jeito simples disse...

Pois é Flor,
Não foi por falta de incentivo. Ele escreveu umas coisas, mas parou.
Uma pena...talvez retorne um dia, para como vc disse, enriquecer o mundo( o bababor aqui tá encharcado..hahahaa)
Bjo

Anônimo disse...

Nossa, Norma !
Nem eu sabia que o Pet escreve tão bem!!!! Aliás, agora eu também o chamo de Gabriel ( às vezes), acho que quando baixa o espírito
materno.
Fiquei com vontade de repassar para minhas amigas conhecerem o talento do namorado da Clara mas fiquei receosa de não ter sua
autorização!
Se eu puder, por favor me diga que eu vou ficar muito satisfeita de divulgar esse texto lindo que passa a ter mais valor por ter sido escrito
por um menino de apenas 15 anos. Que sensibilidade!
bjos e obrigada
Elaine.

Ana Amélia disse...

Norma , que orgulho , heim? É tão bom ver os filhos crescerem assim lindos e no caminho do bem, né? Seu filho é um gatinho e parece ser muito inteligente... Parabéns mãezinha coruja, por esse fruto tão lindo.Beijão

Ohhdin disse...

Coisas que tempo traz e coisas que não tornam mais pelo tempo que passou... Um instante pode significar uma eternidade e pode demorar outra para se repetir. Assim é a vida que nos leva em vagas... Alguns portos aqui e acolá... Ilhas em meio ao oceano de nossos vidas nos trazem o conforto do descanso... amor, família, amizade são as ilhas fundamentais, que fazem da viagem a razão pra continuar, porém, o tempo implacável nos faz avançar na profundidade e pela superfície de nosso oceano. No entanto, ao final, sempre será nós mesmos e as estrelas que nos serviram de azimute no rumo de nossa jornada.
Grande abraço e saudades!

Omena
!

LUIZ MALVINO disse...

Pois é!!!
Por que será que o Gabriel deu uma pausa nas escritas?
Ele deveria, mesmo, continuar...
O dom da palavra ele já tem. E que belas palavras !!!
Parabéns para ele e para nós que podemos desfrutar juntos das pérolas dele.
Bjs.
Marido

Margarida disse...

Sempre escrevi muito. Desde a escola primária, era a melhor da classe a fazer composições. Por volta dos meus 20 e poucos anos parei. Foi uma fase conturbada da minha vida e acho que esfriei. Depois recomeçei, muito lentamente, e numa outra vertente. Hoje escrevo apenas cartas para os amigos e no blog. Não ambiciono ser escritora, mas ambiciono pôr no papel aquilo que com autenticidade me vai no coração, e se com isso conseguir tocar alguém, nem que seja um só, já valeu a pena. Isto para dizer que, se houve e há esperança para mim, também há para o teu filhote. Se isso nasceu com ele, não morreu, apenas dorme. E quando for a altura certa, renascerá com novo esplendor. E eu fico aqui deste lado e fazer crescer dedos na minha mão para ter muitos para cruzar por ele, eh eh!

Anônimo disse...

Parabéns pelo filhão !
O futuro promete !
Abração,
Nádia

Anônimo disse...

Comecei a ler pensando que fosse de sua autoria. Ao fim veio a surpresa: é de Gabriel!!!
Eu já sabia do talento dele para a escrita, mas só conhecia o poema com o qual ele ganhou aquele prêmio.
Eu tenho uma "inveja" danada de quem sabe colocar no papel seus sentimentos.
Infelizmente não sou assim, sou muito sucinta, e com isso o que escrevo é muito "técnico" e pobre de emoções.
Parabéns ao filho e à mãe de quem, certamente, herdou o talento com as palavras.
Bjs.
Myrian

Anna Rachel disse...

Concordo com o Malvino QueridonA, seu filhote tem o dom e escreve mto bem.
Diga para ele q engenheiro com este dom é raro; assim sendo, resgate o momento da escrita. ;D
E essa foto? Q linda e e radiante!!!
Bjs no coração e nessa alma especial.

Ana Amélia disse...

Norma eu não só acredito, como tenho certeza que vc aprende sim. Sabe por que? Você tem paixão por crochê, assim como eu tinha e tenho. É só aprender os pontos básicos que são ponto alto , ponto baixo, ponto baissimo e correntinha. Entra no blog da ELAINE CROCHÊ. A elaine é professora de crochê e ensina através de vídeos. Procura pelos pontos que falei para vc e veja se vc consegue entender as explicações dela.Acho que sim que vc pode e consegue.Bjs.

Anônimo disse...

Seu blog ta bombando hoje hein? Meu querido Gabriel orgulho para qualquer mae ta fazendo sucesso. Ele e otimo mesmo.E tem a quem puxar com o dom das palavras. Beijinho Lili.

Anônimo disse...

Já era fã deste sobrinho querido, sempre carinhoso e que tem mesmo um jeito "sorridente" no comportamento. Escrever é uma forma maravilhosa de expurgar alegria, dúvidas, questionamentos e até mesmo a tristeza (que como o Gabriel/Pet, eu odeio, assim como lamentação), mas as vezes nem sempre quem escreve gosta de dividir, de expor. Aposto que mesmo com o tpo curto agora, ele escreve mil coisas na mente. Um beijo Norma e um enorme para o Pet!
Itanir

Andrea disse...

Que foto linda!!! combina muiiiito com o texto. Adorei!

beijo!

Margarida disse...

É verdade, o post de hoje fez sucesso, hein? O pessoal ficou todo tocado com o texto do menino. É bom de ver!

Daniele disse...

Que lindo!
O menino já era um gênio nessa época.
É importante saber o que nos traz longevidade.

Beijinhos em seu coração.

Regina disse...

O Gabriel não é só bonito por fora não, né? Que beleza de texto, ainda mais quando sabemos que foi escrito por um garoto de 15 anos.
Bem criado o menino.
Olha amiga, não esqueci de você não, tá? Esse final de semana é feriad aqui (na segunda, q aliás eu vou trabalhar), e minha sobrinha que está fazendo o phD aqui nos EUA, vem nos visitar. Não vou ter muito tempo disponível, mas assim que der quero escrever para o Malvino com as explicações (melhores q da 1a. vez) sobre as páginas.
Um final de semana pra você com muita luz e alegrias.
beijos