segunda-feira, 5 de março de 2012

101

Mãe, eu sei que você não precisa mais de ganhar presentes. Hoje você habita um plano superior. Mas mesmo assim, como é seu aniversário de 101 anos, eu quero te oferecer este vasinho de violetas, que você sempre adorou. Elas são apenas um símbolo que me traz a sua presença. Receba-as com todo o meu carinho. E nunca esqueça Mãe, que você viverá pra sempre no meu coração. 


Foto: Luiz Malvino

Viu que lindas? 
;D

Bjos Mãe.
;*)  ;*)  ;*)




17 comentários:

Carol disse...

O amor vive para sempre.
Beijos

✿ chica disse...

Que lindo carinho e ela deve ter sorrido de LÁ!! beijos,chica

LUIZ MALVINO disse...

Dona Edília,
Sem tê-la conhecido, imagino-te - e com certeza - foste a simplicidade em pessoa.
Na verdade não a desconheço, pois assim como essas lindas flores, vejo a beleza do seu coração.
Muita luz para você !!!

Luiz Malvino

Sílvia Rosa disse...

bonito...
Beijo florzinha!

Anna Rachel disse...

Nossa, qto amor e carinho contém essas poucas palavras.
Realmente, como disse a Carol, o amor vive PARA SEMPRE!
Só depende de nós não deixá-lo morrer.
Felicidades D. Edília e obrigada por nos deixar essa filha maravilhosa e tão carinhosa.
Bj no coração. ;D

Maria Célia disse...

Você e o Malvino enxergam através do visível. Só assim se vive um grande amor. Grande filha! Meus parabéns mãe.

Ana Maria disse...

Que emoção amiga, linda escolha. Com certeza ela deve estar espiando lá do alto... de algum lugar... dentro do seu coração...

bjuuu grande

Tina disse...

Salve D. Edília que nos deu vc :)

"A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca.
A gente nasce, isto é, começa a piscar.
Piscar é abrir e fechar os olhos – viver é isso.
É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais.
A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso.
Um rosário de piscadas.
Cada pisco é um dia.
Pisca e anda.
Pisca e brinca.
Pisca e estuda.
Pisca e ama.
Pisca e cria filhos
Pisca e geme os reumatismos.
Por fim, pisca pela última vez e morre.
- E depois que morre – perguntou o Visconde.
- Depois que morre, vira hipótese.”
Diálogo entre Emília e Visconde de Sabugosa do Sítio do pica-pau amarelo

Postei de novo hj e tem vc lá.
http://blogdtina.blogspot.com/2012/03/vida-que-vem-e-que-vai.html

casa de fifia disse...

flor as pessoas que se foram,
vivem no amor, e no coração das pessoas que ficaram.
mães deveriam ser eternas,
e não nos deixar nunca
bacione carinhosos

Tina disse...

Trazendo a resposta que dei lá a domicílio :)

Pode dividir sim, ou melhor está dividindo, sua compreensão é sentida por ela, tenha certeza.
"Há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia"

Margarida disse...

Que linda homenagem. Que bom é ser mãe. A tua partiu com o dever cumprido... bem cumprido. Beijinhos e sorrisos.

lenalima disse...

Com certeza ela lhe sorriu.
muito lindo!
abraço!!!

Myrian disse...

Oi Norma,
Que homenagem linda para sua mãe!
Gostei de sua comemoração dos 101 anos de D.Vitória, pois ela não morreu, está viva e assim permanecerá em todos os corações de quem a ama.
Beijos.

Ilaine disse...

Amiga!

Ah, é muito emocionante.
Penso em você!
Beijo

Regina disse...

Oi Norma, tudo bem?

Que presente mais lindo voce enviou para sua mãe. Tenho certeza que ela o
recebeu e deve ter amado.
Pois qualquer mãe amaria ganhar um
desses.

um beijo carinhoso

Regina Célia

Regina disse...

Como sempre quando você fala de sua família, o carinho, o amor e o respeito são sentidos por todos nós que visitamos seu espaço.
Acho que sua mãe gostaria de visitar minha casa, pois aqui mesmo no inverno os vasinhos de violeta estão sempre floridos :)

ps.: ainda estou aguardando sua resposta :(

Drica disse...

Muito linda essa sua atitude.
Parabéns!