terça-feira, 5 de abril de 2011

Lembranças felizes

Quando morava no interior, tinha sempre uma primeira alegria ao acordar. O canto dos passarinhos...ficava ali quietinha escutando e sorrindo sozinha pela alegria daquele momento. Ao sair da cama, ia direto abrir as janelas do quarto e me encantar com a paisagem de jardim. Tudo simples , porém belo o bastante para me fazer feliz e agradecer Papai do Céu por estar ali e ter sensibilidade para perceber o valor de cada detalhe que me cercava. O ar da manhã sempre fresco e muitas vezes frio junto a um céu de brigadeiro que de lembrar dói. Definitivamente não sou uma pessoa urbana. A cidade, em nada me atrai. Mas o campo, ah o campo cheio de surpresas a desvendar ... Coisas simples como uma flor de capim, pássaros que subitamente surgem em revoada, insetos minúsculos e de uma fragilidade e beleza que só mesmo o Criador para nos presentear com tamanha perfeição. Caminhar na relva com cuidado sabendo que em baixo de seus pés se esconde um universo... Hoje não tenho mais esta oportunidade, mas penso que é apenas uma questão de tempo. Nada é definitivo nesta vida e o movimento continua. Minha Mãe dizia sempre o seguinte: " filha, este mundo dá voltas, e ninguém sabe a volta que ele vai dar..."
Ela esta certa mesmo. Eu nunca me imaginei morando novamente num grande centro e agora cá estou. Estou procurando a adaptação e trabalhando para criar a nossa volta um lar que nos aconchegue. Não é tarefa fácil, mas com determinação e coragem podemos conseguir. Queremos poder nos fins de semana, buscar um refúgio em meio a natureza. Que assim seja e que Deus nos abençõe nesta nova caminhada e nos dê sempre a alegria de viver.




das janelas...


e a flor do capim... 



Bom dia !

Bjos, :*)  :*)  :*)

14 comentários:

✿ chica disse...

Também não gosto muito de cidades e seus cimentos, trânsito e confusões...
Mas, não dá!
Temos aqui que nos acostumar e tentar viver do melhor modo.
Depois, quem sabe?
Tua mãe estava certa!

Torço pra que logo possas estar nde gostas e desejar e te faz sentir bem! Agora, ainda bem, as lembranças boas existem! beijos,chica

Anônimo disse...

Tenho acompanhado seu blog a pouco tempo,e me identifico muito com as coisas que fala..Torço por voce para que Deus te proporcione novamente a grande alegria que tinha qdo morava em um pequeno paraiso,,sinto que tem passado por momentos tão dificeis,sinto nas tuas palavras..Que Deus de a voce e sua familia a força e coragem necessária para prosseguir.
Um abraço
Silvana de castro;SP

Jéh Reolon disse...

Oi Norma...
Que linda suas palavras... Eu sempre morei em uma cidade pequena, mas nas férias ia pra casa da minha tia no interior.. Ai como eu amava... Adorava andar a cavalo e correr atráz das galinhas, heheh...
Hj ela mora na cidade tb, e eu nunca mais voltei lá..sinto uma saudade gigante!!
Espero que se acostume com essa vida de cidade grande e um dia possa voltar pro interior!!

Bjus, e ótima semana!
Jéh!

Margarida disse...

As tuas palavras vêm carregadas de tanto! Tanto, que nem cabe aqui. Eu sou assim também. Apesar de morar na cidade, é uma cidade pequena, onde é fácil fugir da confusão. ADORAVA morar numa casinha com quintal em vez de ser num apartamento, mas vou à varanda e sou grata pela vista que tenho e poder ir passear com o meu filho nessa paisagem. Busca fontes de prazer no teu canto. Alimenta-te do que te dá alegria aí mesmo onde moras. Até um dia... Se já moraste no campo, porque não outra vez? Tudo é possível. Entretanto, fico aqui deste lado a torcer para que tudo corra da melhor maneira. Beijinhos.

Bina USA disse...

Suas palavras me transportaram para a minha infancia. O unico cheiro que lembro da minha infancia eh de grama cortada. Fecho os olhos e posso senti-lo nesse momento!!Uau!Que magica!
Obrigada por me proporcionar isso!
Tenha um excelente dia!

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

oi nOrma

Também acredito que é uma fase da vida de vocês que vai ser assim, mas o universo vai conspirar a favor dos teus sonhos, pois és merecedora.
Amiga, torço muito pela sua felicidade...escreve mesmo e desabafa o que passa ái dentro, é muito bom poder falar um pouco...

bjus doces pra vc!!

Myrian disse...

O consolo, para nós que moramos em cidade grande, é saber que tudo continua no mesmo lugar, e melhor, a nossa espera!
Bjs.

Angela Bergamaschi disse...

norma. com certeza esse seu cantinho deve estar reservado, tenho certeza que em breve vai encontrar..bjos

Regina disse...

Querida amiga,
Só posso imaginar essa situação que está vivendo, pois, pelo menos até agora, todas as mudanças radicais que aconteram em minha vida foram decididas por mim. Na sua presente situação a vida tomou o rumo que quis sem pedir permissão a você. Deve ser muito difícil mesmo.
Uma vez eu li que as dores por que passamos em nossa vida nos dá a chance de crescer em sabedoria, de trabalhar as perdas e frustrações com dignidade, de aprender a se interiorizar, e como a lagarta que deixa o casulo (depois de muita dor) se transformar em uma linda borboleta.

Anna Rachel disse...

Norma QueridA e AmadA, realmente a saudade da Terrinha, muitas vezes, é insuportável.
Olhar pela janela e não ver o céu, mesmo q cinza, é terrível.
E a ausência do canto dos pássaros e o colorir das flores? Ai q saudade q dá da minha terra querida, da aurora da minha vida q os tempos não trazem mais...
QueridonA, tenho certeza de q é só um período ruim e Deus acertará as coisas muito em breve.
Te adoro MUITO!!! ;D

Ana Amélia disse...

Nem um só fio de cabelo , cai da nossa cabeça, sem que Deus permita... há males que venham para o bem... foi isso que senti no meu coração quando lia seu texto. Percebo que não está sendo fácil para vc, toda mudança vem acompanhada de dor, mas sei também que vc é forte e doce...o tempo acalma e resolve tudo... espera em Deus ... que tuda se ajeitará... eu creio e sei que vc também crê...Um abraço enooooorme.

Mariacininha disse...

Oi Norma, não vou escrever muito se não vou chorar. Mas eu também sonho com uma casinha branca de varanda, sei o que você sente.

Beijos

Ah, não é cereteza, mas acho que vou ao Rio no dia 14 ou 15 se for, vou querer dar aquele abraço, lembra?

zana dias disse...

Muito sábia essa tua última frase!

Anônimo disse...

SEU POST FOI PLAGIADO!

http://mylife-palavrassmagicas.blogspot.com/2011/04/lembrancas-felizes-quando-morava-no.html


DENUNCIE!!!!!