sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Borboletar...ar...

Quando você se propõe a enfeitar sua casa, não deve se prender a padrões de decoração. Siga sua intuição e obedeça esta simples regra: para onde quer que se olhe, deve haver algo que nos faça sorrir, que nos faça feliz!



Um final de semana leve e encantado para todos nós!

Beijos, ;*)  ;*)  ;*)

16 comentários:

Carol disse...

Essa guirlanda realmente nos faz sorrir. Linda.
Beijos

Tina Bau Couto disse...

Adorei!
Muito legal :)
Td a ver com meu post de casas e vidas de hoje.
Muito bom a criatividade, o olhar e sorrir, o ter a cara de..., o ter gosto de...
Por aqui telefone celular e internet em crise, estou acessando de um jeito criativo, mas a tarde, meu pc terá que ser formatado e até o natal o celular trocado. Como dizia meu avô: Pior é na guerra!
Feliz que chegou e que vc gostou, muita correria, depois escreverei algo com minha letra e sem pressa e mandarei mais mimos.
Beijos, bençãos e upas fortes \o/

✿ chica disse...

Linda e leve guirlanda, certamente faz bem!! beijos,chica e lindo fds!

Will disse...

Muito criativo, Norma. Mostras que a essência da delicadeza está por toda parte, principalmente dentro de nós. Você transborda!

Um abraço e ótimo final de semana para você!

Bruxa disse...

Idéia maravilhosa!
Ficou tão leve...
E borboletas sempre encantam.
Adorei a sugestão,
Abraços.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Norma, eu mudaria o CASA por VIDA. Então ficaria: Quando voc^se propõe a enfeitar sua VIDA ...
Grande abraço
Manoel

andresa ferreira disse...

Amei as borboletas, me fez ter muitas ideias.
bjs
drexinho.blogspot.com

Ahhhhhh
No meu blog tem um post lindo sobre rosas que faz lembrar as belas borboletas. Passa lá pra ver...

Regina disse...

Oi Norma querida

Que delicadeza essa guirlanda, ficou

simples e maravilhosa, com essas

borboletinhas, amei.

beijo carinhoso

Regina Célia

Paula Kasas disse...

OI Norma,
Concordo super com voce. A gente tem que colocar em nossas casas, aquilo que nos agrada. Só assim será a NOSSA CASA, COM A NOSSA CARA.
Moda é uma coisa com a cara e gosto dos que ditaram, e não de quem está comprando.
Amei o tema.

Beijokas

rosinha cruz disse...

Olá Norma!

Linda Guinalda, super delicada!
Bom fim de semana
Beijos doces

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

Oi Amiga, que coisa mais amada!!!!!!!
nunca pensei em usar arame na guirlanda, e que resultado mais leve e gostoso com as borboletinhas, um encanto!!!!!
VC sempre mandando muito bem!!
quero também agradecer o telefonema pra filha, adoramos!
Eu estva no banho, depois comecei a fazer a janta, e depois as visitas, e não deu mais tempo de falar contigo, ontem fui trocar uns presentes da ana que não servirão e aproveitei e comecei também a compra os presentes da família.
segunda tenho medico a tardinha e levo a ana no dentista pela manhã. E o dia passa voando. Assim que der te ligo.

bjo bjo, ótimo findi pra vcs! em Friburgo ou no Rio!.

Mariacininha disse...

Sem dúvida nenhuma Norma. E quem conhece a sua casa sabe que lá tem muitos motivos para sorrir. Beijinhos



Myrian disse...

Olá Tia Sumida,
Você, como sempre, super criativa!
Fofíssima sua guirlanda!
Beijos.

Margarida disse...

Foste tu que fizeste?! Demais! Adorei a ideia e o resultado. Incrível como a criatividade é sempre surpreendente, não tem limites, e faz um bem danado à alma. Como Deus foi bom ao nos dotar com esta capacidade. Beijos aos montes.

Regina Melo-Jocknevich disse...

Tão verdadeiro isso Norma. Eu ando meio abobada no meu cantinho, pois para todo cantinho q eu olho tem algo que me faz sorrir.
Ñão coloquei sua almofada na parede, pois não 'senti' que era o lugar certo, mas eu quero mantê-la aqui no meu cantinho, pq é aqui que quero todas as coisas que me fazem sorrir.

Regina Melo-Jocknevich disse...

Não liga não, acho q estou ficando meio devagar. Vim aqui comentar das suas borboletas, e acabei que não falei nada delas :(
Gostei delas, parecem realmente borboletar no ar. Um barato a sua idéia de usar fios de arame para criar essa sensação de vôo. Você a cada dia me surpreende com sua criatividade.