terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Viagem

Quando eu tinha 16 anos, ensaiei meus primeiros acordes no violão. Havia um grupo de jovens que se reuniam todas as noitinhas no portão do edifício e entre eles, tinha o que cantava e tocava violão. Ele me ensinou a "tocar" uma canção extremamente simples, sob o ponto de vista musical, e eu logo aprendi. Fiquei com muitos calos nos dedos, mas valeu a apena. Afinal, eu estava curtindo "fossa" por um ex que partiu para morar em outro estado. Ele não foi o primeiro namorado, mas foi o que marcou, sobretudo pelo carinho e irreverência. Certas pessoas ficam guardadas em nossos corações para sempre. Nesta singela canção, que foi gravada em 1965, toda a simplicidade de um tempo que não volta mais.







Um ótimo dia pra todos nós!

Bjos,  ;*)  ;*)  ;*)

13 comentários:

Ilaine disse...

Norma, querida!

Linda, linda!
Estas coisas que nunca mais esquecemos. Os amores que encontramos e que nos marcaram em sua ingênua e pura forma de existir - e em tão tenra idade.

Abraço forte

Tina disse...

Ótimo dia pra vc querida :)

Amo Roberto e adoro ouvir alguém tocar violão.

urbanascidades disse...

Norma, convido a ti e a teus leitores para conhecerem e participarem com suas produções literárias do Urbanasvariedades, o modo long play do Urbanascidades, blog cultural de produção coletiva. Visite urbanasvariedades.blogspot.com. e solte o verbo.
Um abraço,
Paulo Bettanin.

Cris e Nai disse...

Adoro essas lembranças da juventude e o Roberto também. Beijos!!!

Mariacininha disse...

Esta viagem foi bem longe. Adorei!

Anna Rachel disse...

Ai, ai, qdo criança ouvia muito Roberto Carlos. Minha mãe é fãnzona e tem diversas fitas cassetes até hj. Hssss
O Rei, é sempre o Rei!!!
Bjokas no coração e euma excelente semana tb! ;D

Ahhh, sabia q no dia 17 fará 1 ano de nosso encontrinho? Q tal realizarmos mais um? Bjokas.

Margarida disse...

Querida... não tenho palavras... Muita emoção contida aí... Não sou fã de Roberto Carlos, mas sou tua fã. Beijo.

Tina disse...

Pra poetizar seu final de tarde :)

"Redondo sem início e sem fim, eu sou o ponto antes do zero e do ponto final. Do zero ao infinito vou caminhando sem parar."
Clarice Lispector

Angela Bergamaschi disse...

minha mae tem quase todos os discos do Roberto, cresci ouvindo e adoro , o amor é lindo cantada na voz dele.bjo

Regina disse...

Olá Norma, tudo bem?

Adorei esse post, lindo e emocionante

Sou bem mais velha que voce, mais

me lembro muito dessas músicas, e

também dos grupinhos de jovens,

sempre tinha um violão, era uma

delícia. E esses amores, só nos

trazem lindas recordações.

um beijo carinhoso

Regina Célia

Marly disse...

Olá,

Nem sei bem como cheguei aqui, mas este post me deu uma nostalgia... rsrs. Esta música é singela e linda, também a curti, rsrs.

Beijoca e bom dia

Myrian disse...

A inocência dessa letra mostra bem como era a juventude do meu tempo: muito mais romântica!
Difícil casar com o primeiro amor.
Então ele fica na nossa memória totalmente conservado e certamente muito idealizado.
Mesmo assim, é uma delícia lembrar dele!
Beijos.

Regina disse...

Oh, sessão saudade...

Só você mesma Norma. Me deu até vontade de chorar.

Beijos querida e um final de semana excelente pra vocês.