terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Viagem

A canção de hoje descreve sentimentos que são compartilhados por muito de nós. A cabeça muita vezes confusa e um borbulhar de emoções nem sempre verbalizadas ou até mesmo compreendidas. Nos leva para os anos 80, porém na minha percepção, esta música é atemporal. Ela vive dentro de mim desde que a ouvi pela primeira vez. É intensa, visceral e profunda.
Bem do jeito que eu gosto. Bem do jeito que a vida deve ser. Milton e Simone transparecem neste vídeo a admiração, o encanto e a magia de estar vivo e sentir-se feliz pela presença do outro. Curta. Mas curta devagar.







Um dia feliz para todos nós!

Bjos, ;*)  ;*)  ;*)






12 comentários:

Tina disse...

É instigante essa canção.

“Sempre tive a sensação de mal-estar no mundo, uma sensação de não caber no meu espaço, um desconforto diante de meus pares.(...)
Tenho medo que as pessoas identifiquem meus excessos, essa quantidade absurda de pernas e braços que camuflo sob a roupa que visto.
O que diriam se soubessem das muitas que vivem em mim e tentam bravamente, numa luta corporal, projetar-se do meu corpo?
Tomariam-me por uma aberração?"

Clarice Lispector

Myrian disse...

Grande Chico!
Sabe que quando eu ouço essa música, passo o resto do dia com ela na cabeça? Ela gruda em mim!
Beijos.

PS. Não consegui ainda uma hora no médico, mas estou bem melhor.
Beijinhos.

Cris disse...

Ola Norma tem um selinho pra você no meu blog, da uma passadinha la pra pegar.
Bjs

lenalima disse...

linda música!
estamos precisando de dias felizes!
abraço

Regina disse...

Só você mesma para me fazer arrepiar. Maravilha essa dupla, maravilha essa música.
Vi o Milton no palco pela primeira vez o ano passado em Nova York. Foi muita emoção.

ps.: o que será que é óleo de trombeta? Machuca? Dói? É feito de quê?
Minha dor de ouvido vem e vai, como o vento (fiz poesia agora?), e me deixa um pouco pra baixo quando aparece.

Gostei da idéia de experimentarmos aquela idéia de colorir os talheres de pau :)

Ilaine disse...

Amiga querida!

Vir aqui e ouvir e ver estes dois... Ah, meu dia está lindo! Simone e Milton - adoro-os!

Muitas saudades!

Beijo no coração

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

Muito linda mesmo amiga, emocionante!!!
ontem dei uma batidinha no carro dando ré,acabei acertando um container daqueles de construção que tinha um pau mais comprido pro lado de fora, amassou a tampa do porta mala, mas bem no canto , lugar bem ruinzinho de arrumar, fiquei tão chateada,
nem fui procurar o que postar, mas hoje o ale vai mandar arrumar... a gente gosta de ser a certinha, a perfeita, né? esse foi um susto, o barulho foi alto.
e ante ontem o paco não ficou com o pescoço trancado na porta da garagem na hora que o alexandre saiu!ele gritou tanto achei que tivesse sido atropelado, mas corri, os filhos que estavam dormindo pularam da cama na hora e abri a porta com o controle e ele saiu que foi um foguete, mas está tudo bem, só foi um baita susto.

bem hoje é um novo dia!bjuuu

Tina disse...

Vim trazer carinho :)

Tina disse...

"Não é raro, tropeço e caio. Às vezes, tombo feio de ralar o coração todinho. Claro que dói, mas tem uma coisa: a minha fé continua em pé." Ana Jácomo
Fé e força!

“Se algum dia você precisar de ajuda, há uma mão no final de seu braço. Você tem duas, uma para ajudar a si mesmo e outra pra ajudar aos outros.”
A minha tá aqui sempre a postos pra vc :)

"Do cansaço recorrente e das poucas coisas de que tenho certeza, admito, assino e repito como um mantra: velha demais pra ilusões, nova demais pra desistir. O pensamento é turbulento, o coração é calejado, mas o fim da linha é um sonho alcançado e a ousadia é a força motriz, e eu sei que não teria paz um minuto sequer na vida se desistisse de acreditar e seguir assim." Yohana Sanfer

nieves disse...

;*)

Lucia Costa Siqueira disse...

Olá
Passando pra conhecer
Depois desta linda música
Vou seguir,amei
Pinturas da lu
Vou amar sua vst
Abraço

Anna Rachel disse...

QuerdA, muito emocionante mesmo.
E como vc disse, atemporal!!
Excelente escolha para o dia de hj. ;D
Bjokas nesse coração querido.