segunda-feira, 18 de março de 2013

Por amor

Eu sei que o que vou dizer aqui, todos estão carecas de saber. A questão é: se sabemos porque seguimos num caminho desfavorável, porque insistimos???
Será preguiça física ou mental? Será a eterna máxima de que ninguém tem tempo pra nada? Será por descaso? Será porquê?
Não quero julgar, quero apenas denunciar nossa acomodação diante da indústria alimentícia, que faz seus produtos chegarem nas prateleiras dos supermercados de forma a seduzir o consumidor e levando a grande maioria da população ao consumo de "comidas" e bebidas que tem pouco ou nenhum valor nutritivo. E isso é pouco diante da notícia que li hoje aqui. Na verdade, o fabricante de "alimentos" industrializados só tem um objetivo: o lucro.
Se vai te fazer mal, se vai aumentar seu peso, entupir suas artérias, o problema é seu! Pronto, cheguei onde queria. O problema é mesmo nosso.
Porque compramos essas porcarias e consumimos este lixo, e o que é pior, damos as nossas crianças?! Meu Deus, fico extremamente revoltada com tudo isso e repudio totalmente esta atitude de dar "alimento" industrializado para crianças. E não adianta vir com aquela conversa que hoje ninguém mais tem tempo pra nada e justificar esta prática. Leva cinco minutos pra se fazer um suco no liquidificador e qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento culinário faz um almoço ou jantar simples e nutritivo em 30 minutos. E experimente dar água para as crianças...sim água, aquele líquido transparente , insípido e inodoro que constitui 70% da nossa massa corporal.
É preciso comprar tempo para cuidar de nossas vidas e da vida de quem amamos e promover a saúde. Se não dispomos de 1 hora por dia para este propósito então certamente estamos no lugar errado. Amar é cuidar primeiramente.
A população está doente porque só come m.... e assim a conta bancária dos empresários fabricantes de "comida" e os donos dos grandes laboratórios farmacêuticos só aumenta. E todos com gripe, com garganta inflamada, dor de cabeça, unha encravada e canela inchada, percebem?! Eles fazem uma parceria! Vamos mudar tudo isso, nós podemos minha gente. pelo amor de Deus!
Hoje estou revoltada com essa notícia, mas por trás desta cortina de fumaça tem mais podridão do que sonha nossa vã filosofia. Não aceite isso pra sua vida, pra vida de seus queridos. Vamos procurar fazer o caminho de volta e comer comida de verdade. Mudar um comportamento é difícil, mas é preciso tentar. Vamos todos, por Deus. Por amor. Por amar.






7 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Belo e necessário alerta.
Eu também fico indignada, vejo isso a minha volta, mãe, sogra, irmãs, cunhadas, sobrinhos que tomam suco de caixa, de garrafa, comida temperada com tempero pronto ai entram aquie dizem cheiroso seu tempero do bife, que delicia o tempero de sua comida, nenhuma mágica e nenhum dote de super-chefe, apenas alho de verdade, coentro de verdade, td cortadinho, tudo natural.
Feira toda semana, frutas, comida de gente, não de astronauta.
Bebes e crianças que não sabem o nome de frutas e verduras e os pais acham isso normal, o mundo acha engraçado e tome-lhe produtos industrializados para dentro do organismo, tome-lhe um monte de remédios fortes ao invés de chás e vitaminas naturais para gripes, mal estar etc.
Jovens que estufam o peito para dizer que não tomam suco, não comem verdura, adultos que arranjam mil desculpas para justificar seus maus-hábitos alimentares.
Idosos mau alimentados por filhos e netos preguiçosos e sem noção, sem o prazer, a saúde, da cura, o poder de longevidade dos bons alimentos, em prol da praticidade.
Lamentável!
Aqui tda semana td mundo tem que comer carne, peixe, frago, verduras, frutas e no dia que não gosta já sebe a minha resposta: - Coma sem gostar.
Corto coração na melancia para o maridinho :)
E qd menor meu filho inventou de gostar e birrar com um suco de laranja de garrafinha (veneno), guardei uma garrafa e sempre colocava suco da laranja nele e um dia contei ao espertão.
Não vai por bem vai por mal, pelo bem :)

rosinha cruz disse...

Temos mesmo que fazer alguma coisa, que mudar esses hábitos antes que seja tarde de mais.
Obrigado pelo post
Boa semana
Beijinhos

Angela Cristina disse...

Olá querida Norma, tenho sempre o prazes de visitar seu blog e encontrar maravilhosas postagens como essa...
Sou sua seguidora a bastante tempo, amo estar aí. Gostaria muito que viesse me ver e assim nos comunicarmos com mais frequencia.
Adoro fazer amigos, acredito que mesmo distante a gente pode se amar, compartilhar alegrias e boas energias. Abraços com carinho...
MELISSA E ALECRIM.
http://melissaealecrim.blogspot.com.br/

Eliete disse...

Norma,a comodidade, o comodismo nos deixam "burros".bjs

Luiz Malvino disse...

Eu apoio e sigo com o mesmo pensamento.
Devemos, sim, tentar mudar essa corrente da má alimentação e do comodismo alimentar. Sempre que pudermos compartilhar notas como esta será muito válido e enriquecedor.
Parabéns pela postagem!
Beijos.

Marido

Margarida disse...

Vocês os dois são lindos, uma dupla imbatível. E a tua mensagem de hoje vem de encontro à fase em que me encontro, no aspecto da denúncia. Adoro inspirar-me em blogs bonitos, com ideias fantásticas, com imagens que nos fazem sonhar. Mas por outro lado, acho que, quem tem um blog e o sentimento, deve de usá-lo também como meio de denunciar o podre da nossa sociedade, no intuito de tentar construir um mundo melhor, mais humanizado, mais sensível, mais construtivo em termos de valores, mais amoroso, mais generoso e por aí fora. Por isso adorei a tua mensagem. A indústria da alimentação apenas veio criar nas pessoas a necessidade de novas e apelativas vontades alimentares com vista, única e exclusivamente, ao lucro rápido. E a parceria com a indústria farmacêutica torna-se imbatível, claro. Um ciclo vicioso, onde só lucra quem não come das porcarias que fabrica. Tal e qual como os traficantes de droga. Quem lucra não consome, quem se lixa é apenas aquele que não lhe resiste. Embora denunciar a pestilência que reina no mundo. Também eu publiquei um texto de uma querida que usou tão bem as palavras naquilo em que eu tanto acredito. Creio que vais gostar, se leres. Beijos a ti a aos dois, e que o vosso coração seja um.

Maitê Rodrigues disse...

Oi, Norma!!
Adorei esta imagem. Simplesmente perfeita para ilustrar o texto!!! E melhor - deu uma vontade enorme de morder uma melancia - (ou pior, não sei) - não tem melancia na geladeira hoje (rsrsrs). Mas precisamos mudar nossos hábitos alimentares - eu já estou conseguindo muita coisa por aqui...
Parabéns pela reflexão.
Abraços,
Maitê Rodrigues - www.ateliedamaite.blogspot.com